Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2011

Vincent Cheung - O Filho do homem

(Adaptado de correspondência de e-mail.)
13 Eu estava olhando nas minhas visões noturnas, e eis que vinha com as nuvens do céu um como filho de homem; e dirigiu-se ao ancião de dias, e foi apresentado diante dele.
14 E foi-lhe dado domínio, e glória, e um reino, para que todos os povos, nações e línguas o servissem; o seu domínio é um domínio eterno, que não passará, e o seu reino tal, que não será destruído. (Dn 7:13,14)

O termo "filho do homem", por ser familiar, favorecia aos judeus, uma vez que estudavam os escritos proféticos, e uma vez que este era, obviamente, uma profecia significativa, referindo-se aquele que seria o rei eterno.
Referindo-se a si mesmo com o termo, Jesus se identificou como este "filho do homem" em Daniel. Este "filho do homem" aceita adoração (v. 14), e assim ele é divindade. Então, quando Jesus se referiu a si mesmo com este termo, afirmou sua própria divindade. Ele também afirmou sua humanidade pelo termo, uma vez que a autorida…

Yago Martins - Por que Deus não salva todos?

Para responder essa pergunta, primeiro, precisamos responder outra famosa questão: Deus deseja salvar a todos? Creio que a resposta bíblica é um sonoro “Não!”, pois se Ele quisesse, definitivamente, todos seriam salvos[1] : Bem sei que tudo podes, e nenhum dos teus planos pode ser frustrado (Jó 42:2). Todos os moradores da terra são por ele reputados em nada; e, segundo a sua vontade, ele opera com o exército do céu e os moradores da terra; não há quem lhe possa deter a mão, nem lhe dizer: Que fazes? (Dn 4:35). No céu está o nosso Deus e tudo faz como lhe agrada. (Sl 115:3; cf Ef 1:11).Sabemos que Deus faz tudo que quer e que nada pode impedi-lO de cumprir Seus propósitos. Logo, se o plano dEle para a humanidade fosse levar todos os homens à salvação, Ele assim faria e nada – nem mesmo a escolha dos homens – impediriam Sua vontade. Assim, resumo meu argumento assim:
1. Deus faz tudo o que quer;
2. Nem todos serão salvos;
3. Logo, Deus não quer salvar todos.
Assim, aquele qu…

Vincent Cheung - Deus é amor

Natan de Oliveira - Muitos são chamados, mas poucos escolhidos

"Disse, então, o rei aos servos: Amarrai-o de pés e mãos, levai-o, e lançai-o nas trevas exteriores; ali haverá prato e ranger de dentes. Porque muitos são chamados, mas poucos escolhidos." Mateus 22.13-14

Para quem tem uma visão pessimista do futuro da história da humanidade, este versículo bíblico que contém a frase "poucos escolhidos" é clássico como forma de explicar que a minoria será salva, e a grande e absoluta maioria (muitos chamados) estará no inferno.

É ou não é assim?

Tanto dispensacionalistas quanto amilenistas, ambos pessimistas quanto ao futuro da história e ambos crentes de que o mundo está numa caminhada crescente rumo à apostasia total, ambos os grupos crêem piamente que o muitos aqui estaria falando dos que se perdem, e o poucos estaria falando dos que recebem salvação eterna.

Será que é isto mesmo?

Vejamos...

Jesus começa a ensinar por parábolas e diz:

"O reino dos céus é semelhante a um certo rei que celebrou as bordas de seu fi…

C. H. Spurgeon - Perseverança dos santos

John Hendryx - Uma Explicação Simples de Monergismo

Imagem