Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2012

Norman Geisler - Poligamia

Imagem
Há pouca questão de que a poligamia era permitida por Deus nos tempos bíblicos. Até alguns dos grandes santos tinham, várias esposas (cf. Abraão, Davi, Salomão). O problema verdadeiro não é se Deus permitiu a poligamia mas se Ele a planejou. Ou seja: a poligamia, como o divórcio, era algo que Deus tolerou mas realmente não desejou?

Há bastante evidência, mesmo dentro do Antigo Testamento, que a poligamia não era o ideal de Deus para o homem. Que a monogamia era Seu ideal para o homem fica óbvio de várias perspectivas.

(1) Deus fez uma só pessoa para Adão (Gn 2:18ss.), estabelecendo, assim, o precedente ideal para a raça.

(2) A poligamia é mencionada pela primeira vez como parte da civilização cainita ímpia (Gn 4:23).

(3) Deus claramente proibiu os reis de Israel (os líderes eram as pessoas que se tornavam polígamos) dizendo: "Tão pouco para si multiplicará mulheres, para que o seu coração se não desvie" (Dt 17:17).

(4) Os santos que se tornaram polígamos pagaram seus pecado…

Augustus Nicodemus - Predestinação e livre arbítrio

Imagem
Fonte: YouTube

John MacArthur Jr - 1 Pe 2.24 mostra a cura total?

Imagem
Os carismáticos usam freqüentemente esta passagem para apoiarem sua forte ênfase sobre o dom de curar — “Carregando ele mesmo em seu corpo, sobre o madeiro, os nossos pecados, para que nós, mortos para os pecados, vivamos para a justiça; por suas chagas, fostes sarados”.

O princípio gramatical de interpretação aplica-se perfeitamente a este caso. Qual o significado da palavra “sarados” no contexto? Não há menção à cura física neste versículo — nem nos versículos circunvizinhos. O texto diz apenas que, ao morrer na cruz, Cristo levou os nossos pecados em seu corpo, e não as nossas doenças. 1 Pedro 2.24 diz que vivemos para a justiça — e não para a saúde — uma distinção importante.

Outro teste gramatical é a informação “por suas chagas, fostes sarados”. O tempo verbal no passado aponta, de imediato, para a cruz, onde a alma da humanidade, enferma pelo pecado, foi curada. O versículo não afirma: “Pelas chagas dele vocês são continuamente sarados de males físicos”.

O princípio da síntese …

Paul Washer - O Evangelho: A mais terrivel verdade das Escrituras

Imagem

Augustus Nicodemus Lopes - Explicação sobre a veracidade do apostolado atual

Imagem
Carta ao Apóstolo Juvenal  [Não se preocupem, o apóstolo Juvenal não existe. Também nunca tive amigo que virou apóstolo. O apóstolo Juvenal é uma personagem fictícia, embora baseada em personagens da vida real.]

Meu caro Juvenal,
Espero que você se lembre de mim, o Augustus Nicodemus, seu colega de turma do seminário presbiteriano (talvez você se lembre pelo apelido "Brutus" que eu odiava...!). Faz uns 20 anos que não temos contato. Só recentemente consegui seu e-mail, com o Mário, nosso amigo comum.
Desculpe não lhe tratar como "apóstolo". Você sabe, desde os tempos do seminário, que minha opinião é que os apóstolos constituíram um grupo único e exclusivo na história da Igreja e que hoje não existem mais. Qual não foi a minha surpresa quando me deparei com seu programa de televisão e com você se apresentando como "apóstolo" Juvenal! Eu não sabia que você tinha deixado o pastorado em nossa denominação, montado uma comunidade e adquirido esse tí…

John MacArthur Jr - O erro da neo-ortodoxia: subjetividade

Imagem
A teologia neo-ortodoxa alega que a Escritura não é objetivamente a Palavra de Deus, mas tem o potencial de falar ao coração das pessoas em momentos significativos, quando essas lhe permitem.

De acordo com a neo-ortodoxia, Deus jamais pretendeu falar por meio da Palavra; em vez disso, Ele se comunica de um modo pessoal, em revelações particulares, quando O encontramos. A neo-ortodoxia acredita que a Bíblia é um bom modelo e uma testemunha dinâmica, mas não é, de forma intrínseca, a Palavra de Deus. A Palavra deve ser consultada como uma aplicação. Ou seja, ela se torna Palavra de Deus apenas quando fala ao coração humano. À primeira vista, isso talvez pareça bom, mas existe um erro fatal. Este ensino relega totalmente a revelação divina ao âmbito da subjetividade. Abre a porta para que cada pessoa defina a verdade em termos individuais, transformando sentimentos em regra absoluta. À semelhança do movimento carismático, a neo-ortodoxia procura encontrar a verdade na experiência humana.…

Eric N. de Souza - 01 ano de Outdoor Teológico

Imagem
Agradeço a Deus ter completado 01 (um) ano postando textos de cunho reformado neste Blog. Percebi que a internet é uma valiosa ferramenta para avançarmos no conhecimento de Deus, dando ao Senhor a Glória devida, onde cada irmão que posta uma nota de um livro lido, sua própria interpretação de um tema específico, uma indicação de leitura e tantas outras formas de interagir seus conhecimentos, auxilia outros irmãos que não tiveram acesso aos conteúdos mencionados, seja por desconhecimento da matéria ou por falta de tempo para tanta leitura (rsrsrs). Imagine se não compartilhássemos as nossas leituras, quanto conhecimento estaria sendo retido (obviamente sempre tendo discernimento que a Palavra de Deus é o prumo do certo e do errado, ou seja, tudo postado ou indicado deve passar pelo crivo, base de tudo: a Bíblia). Os diversos Blogs (dos quais indico na minha lista de favoritos e tantos outros) teológicos tem me ajudado a estar constantemente refletindo em temas que outrora não poderia n…

William Lane Craig - Qual o sentido da vida em um mundo sem Deus?

Imagem
Fonte: Apologia