Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2012

Richard Baxter - O cuidado de si mesmo

Imagem

Jonathan Edwards - Inferno?! Pregue acreditando!

Imagem
Quando os ministros pregam friamente sobre o inferno, advertindo os pecadores de que o devem evitar, por mais que suas palavras digam que ele é infinitamente terrível, eles acabam se contradizendo; pois à semelhança das palavras, como observei anteriormente, as ações também têm sua própria linguagem. Se o sermão de um pregador ilustra a situação do pecador como imensamente pavorosa, ao mesmo tempo que seu comportamento e sua maneira de falar contradizem isso – mostrando que ele não pensa assim - , tal ministro vai contra seu próprio objetivo, porque nesse caso a linguagem das ações é muito mais eficaz do que o significado puro e simples de suas palavras.
----------------
Pergunto a qualquer um: não é este mesmo o caminho que os homens tomariam se corressem perigo de uma grande calamidade natural? Suponhamos que algum de vocês que são chefes de família visse um de seus filhos dentro de uma casa totalmente em chamas; se, na iminência de ser consumida pelo fogo, a criança estivesse complet…

Santo Agostinho - O perdão

Imagem

Dr. Sam Storms - Hebreus 6:4-6 e a Possibilidade de Apostasia

Imagem
Esta é indubitavelmente uma das mais controversas e freqüentemente debatidas passagens em toda a Escritura. Não seria errado dizer que aqueles que crêem que um crente genuíno pode perder sua salvação apelam a esta passagem com mais freqüência que qualquer outra. Leia a passagem atentamente.
Porque é impossível que os que já uma vez foram iluminados, e provaram o dom celestial, e se tornaram participantes do Espírito Santo, e provaram a boa palavra de Deus, e as virtudes do século futuro, e recaíram, sejam outra vez renovados para arrependimento; pois assim, quanto a eles, de novo crucificam o Filho de Deus, e o expõem ao vitupério.
Quem são aquelas pessoas que uma vez foram iluminadas, provaram do dom celestial, se tornaram participantes do Espírito Santo, provaram da boa Palavra de Deus e dos poderes do século futuro, e então recaíram? É importante que saibamos, pois é impossível renová-las outra vez para o arrependimento, uma vez que elas novamente crucificaram o Fil…

A. A. Hodge - Princípio geral da alma humana

Imagem
A alma do homem é um só agente indivisível, e não um conjunto organizado constando de diversas partes; em conseqüência, aquilo que descrevemos como suas diversas faculdades é, antes, a capacidade desse agente único para desempenhar, simultânea ou sucessivamente, as diversas funções envolvidas, e nunca devemos concebê-las como se fossem partes ou órgãos que existem separadamente. Essas diversas funções exercidas pela alma são tão variadas e complexas que é necessário que se faça uma análise minuciosa delas, para que tenhamos uma idéia definida da sua natureza. Ao mesmo tempo, convém que estejamos lembrados de que grande parte dos erros em que caíram os filósofos em suas interpretações da constituição moral do homem, foram o resultado do abuso desse mesmo processo de análise. Isso é verdade especialmente com respeito à interpretação dos atos voluntários da alma humana. Na prossecução da sua análise, o filósofo chega a reconhecer separadamente as diferenças e as semelhanças dessas várias…

Phillip R. Johnson - Supralapsarianismo & Infralapsarianismo

“Ou não tem o oleiro poder sobre o barro, para da mesma massa fazer um vaso para honra e outro para desonra?” (Romanos 9:21). Este artigo considera quatro dos principais modos de ordenação dos elementos sotereológicos do decreto eterno de Deus — com um foco particular sobre as diferenças entre o supralapsarianismo e o infralapsarianismo. Eu resumi as diferenças no quadro comparativo abaixo. As notas explanatórias seguem logo abaixo do mesmo. 
Sumário das Visões
Supralapsarianismo Infralapsarianismo Amyraldismo Arminianismo 1. Eleger alguns, reprovar o restante.1. Criar.1. Criar.1. Criar.2. Criar.2. Permitir a Queda.2. Permitir a Queda.2. Permitir a Queda.3. Permitir a Queda.3. Eleger alguns, ignorar o restante.3. Providenciar salvação suficiente para todos.3. Providenciar salvação para todos.4. Providenciar salvação para os eleitos.4. Pro…