Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2013

Cornelius Van Til - Objeções levantadas

Imagem
Assim, concordo, prontamente, que haja “dificuldades” quanto à crença em Deus e em sua revelação na natureza e na Escritura, às quais não posso resolver. De fato, há um mistério em cada relação feita com respeito aos fatos que estão diante de mim; e a razão disso é que todos os fatos têm explicação final em Deus, cujos pensamentos são mais altos que os meus pensamentos e cujos caminhos são mais altos que os meus caminhos.
É exatamente desse tipo de Deus que eu preciso. Sem esse Deus, sem o Deus da Bíblia, o Deus de autoridade, o Deus autocontido e, portanto, incompreensível aos homens, não haveria razão para mais nada. Nenhum ser humano pode explicar tudo, no sentido de ver através de todas as coisas, mas aquele que crê em Deus tem o direito de afirmar que existe uma explicação final.
Fonte: “Por que creio em Deus” da Editora Monergismo

Dispensacionalismo, Teologia do Pacto e Teologia da Nova Aliança. (Qual a Posição de John Piper?)

Há três campos teológicos principais sobre as questões da lei, evangelho e a estruturação do relacionamento redentor de Deus com a humanidade: Dispensacionalismo, Teologia do Pacto e Teologia da Nova Aliança. Muitos têm nos escrito perguntando sobre as diferenças entre essas três visões, e assim, antes de discutir a perspectiva de John Piper, daremos uma visão geral de cada um desses campos.
Dispensacionalismo
Pode ser difícil sumarizar a teologia dispensacionalista como um todo, pois nos últimos anos têm se desenvolvido múltiplas formas da mesma. Em geral, há três distintivos principais. Primeiro, o dispensacionalismo vê Deus como estruturando seu relacionamento com a humanidade através de vários estágios de revelação, que delimitam diferentes dispensações, ou arranjos de administração. Cada dispensação é um "teste" da humanidade para ser fiel à revelação particular dada naquele tempo. Geralmente, sete dispensações são distinguidas: inocência (antes da queda), consciência (Ad…

W. Gary Crampton - Escrituralismo: Uma cosmovisão cristã

Escrituralismo é uma visão do mundo e da vida. Cosmovisão é um conjunto de crenças sobre as várias questões da vida. Toda pessoa tem uma cosmovisão; é algo inescapável. A cosmovisão determinará como uma pessoa enxerga a totalidade da vida, as decisões que toma, por que age como age e assim por diante. Todas as cosmovisões apresentam pressuposições que governam seu sistema de crença; essas pressuposições funcionam como axiomas a partir dos quais todas as decisões são deduzidas. Escrituralismo é o sistema de crença em que a Palavra de Deus é fundacional na totalidade dos assuntos filosóficos e teológicos. Esse sistema de pensamento assevera que os cristãos jamais devem tentar combinar idéias seculares e cristãs. Antes, todo pensamento deve ser levado cativo à Palavra de Deus (2 Coríntios 10.5),  que é (parte de) a mente de Cristo (1 Coríntios 2. 16). Nossa mente deve ser transformada “para que experimente[mos] qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus” tal como encontrada n…

Solano Portela - Por que o Carnaval é errado?

Imagem

R. C. Sproul - Podemos saber que somos salvos?

Imagem
Precisamos perguntar a nós mesmos se vemos uma mudança real em nosso comportamento, alguma evidência exterior real da graça. Esse é um processo precário, porque podemos mentir a nós mesmos. É uma tarefa difícil de desempenhar, mas de modo nenhum impossível.
Temos mais um método vital de alcançar a certeza. A Escritura nos fala a respeito do testemunho interior do Espírito Santo. Paulo declara que “o próprio Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus” (Rm 8.16).
O principal meio pelo qual o Espírito testifica a nós é através de sua Palavra. Nunca tenho maior certeza do que quando estou meditando na Palavra de Deus. Se negligenciamos esse meio da graça, é difícil termos qualquer certeza duradoura ou forte de nossa salvação.
Um teólogo reformado, A. A. Hodge, dá a seguinte lista de distinções entre certeza verdadeira e falsa certeza.
CERTEZA VERDADEIRA FALSA CERTEZA Gera humildade não fingida Gera orgulho espiritual Leva à diligência na santidade Leva à indulgência p…