Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2014

A. A. Hodge - Adão era o nosso representante?

Imagem
Quais eram as partes dessa aliança (aliança das obras), e como se pode provar que Adão era nela o representante de toda a sua descendência natural?
As “partes”eram Deus e Adão, e Adão representava toda a sua posteridade natural. Isso se torna evidente –
1º. Pelo paralelo traçado nas Escrituras entre Adão em sua relação para com os seus descendentes, e Cristo em Sua relação para com os Seus escolhidos – Rm 5:12-19; 1Co 15:22,47.
2º. Pelo fato de que a pena denunciada contra Adão, se desobedecesse, tem se tornado efetiva no caso de cada um dos seus descendentes – Gn 2:17; 3:17,18.
3º. Pela declaração bíblica de que o pecado, a morte e todo o mal penal vieram sobre o mundo em consequência do pecado de Adão – Rm 5:12; 1Co 15:22.

Fonte: “Esboços de Teologia” da Editora PES

Vincent Cheung - Argumento Cosmológico

Imagem
Seres e acontecimentos contingentes e não causados são impossíveis, visto que coisa nenhuma procede do nada. Visto que o nada não é algo, ele não pode produzir nada. Somente o ser sem início é não causado. Tampouco são possíveis seres e acontecimentos não causados. A causa deve anteceder o efeito – ao menos de forma lógica, se não cronologicamente. Assim, a causa existe antes do efeito. Se o ser ou o acontecimento já existe, ele não causa a própria existência, por já existir. Esse ente ou fato deve ser então não causado ou produzido por uma causa anterior.
Ainda que a progressão infinita de causas seja possível, a regressão infinita não o é. A progressão infinita pode ocorrer, desde que a causa continue a produzir novos efeitos, e é possível pela lógica que esse processo jamais termine. Entretanto, segundo a pressuposição da regressão infinita de causas, é impossível alcançar o presente, dada a irrealidade da viagem por meio do infinito real.
Fonte: “Introdução à Teologia Sistemática” d…

Richard Baxter - Cuidado cristão!

Imagem
Toma cuidado de ti mesmo, porque a honra do Senhor depende de ti. Quanto mais perto estamos de Deus, mais os nossos fracassos trarão desonra ao Seu nome. Para um crente verdadeiro a honra de Deus é mais preciosa que a própria vida. Suportarias que as pessoas atirassem à cara de Deus a sujidade dos teus próprios pecados? Pensa sobre a dor que os demais crentes sofreriam por causa das tuas ofensas. Portanto, tem cuidado acerca de cada palavra e de cada determinação que tomas, porque a reputação de Deus ante o mundo é da tua responsabilidade. Se falhares, Deus restaurará a Sua própria honra, mas a tua própria vergonha não será tirada tão facilmente.
Fonte: “O Pastor aprovado” da Editora PES

R. C. Sproul - O nada não pode fazer nada porque é nada

Imagem
Por quê? Não dissemos que todas as coisas no tempo e no espaço tiveram um início? Não seria o mesmo dizer simplesmente que tudo teve um início? De maneira alguma.
Por que podemos estar certos de que, se já houve um tempo em que não havia nada, então hoje deveria continuar não existindo nada? A resposta é espantosamente simples, apesar do fato de que pessoas extremamente inteligentes, às vezes, tropeçam no óbvio: você não pode obter algo a partir de nada. Uma lei absoluta da ciência e da lógica diz que ex nihilo nihil fit, quer dizer, a partir do nada, nada procede. O nada não pode produzir coisa alguma. Nada não pode rir, cantar, chorar, trabalhar, dançar ou respirar. O nada certamente não pode criar. O nada não pode fazer nada porque é nada. Ele não existe. O nada não tem nenhum poder porque não tem existência.
Para que alguma coisa procedesse do nada, teria de possuir o poder da autocriação. Teria de ser capaz de criar a si própria ou trazer a si própria à existência. Isso, porém, é u…

Sinergismo vs. Monergismo - Qual visão é correta?

Imagem
Resposta: Este tópico tem sido debatido na Igreja durante séculos. Não é exagero dizer que este debate diz respeito ao coração do próprio evangelho. Primeiro, vamos definir os dois termos. Quando falamos sobre Monergismo vs Sinergismo, teologicamente falando, estamos falando de quem realiza a nossa salvação. O Monergismo, que vem de uma palavra composta grega que significa "trabalhar sozinho", é a visão de que só Deus realiza a nossa salvação. Este ponto de vista é defendido principalmente pelas tradições calvinistas e reformadas e está intimamente ligado ao que é conhecido como as "doutrinas da graça". O Sinergismo, que também vem de uma palavra composta grega que significa "trabalhar juntos", é a visão de que Deus trabalha conosco na realização da salvação. Enquanto o Monergismo é intimamente associado com João Calvino, o Sinergismo é associado com Jacó Armínio, e suas visões têm grandemente influenciado a moderna paisagem evangélica. Calvino e Armínio …